domingo, 31 de julho de 2011

Poemas

  Lembranças

Você não me viu nascer;
Não pôde me ver crescer;
O mundo comigo foi cruel;
Minha vida ficou amarga como fel;

A intensidade da minha desilusão;
Ficou imensa e sem solução;
Acredito que conhecer-te foi um presente;
Pois você esteve sempre ausente;

Não sou o melhor filho do mundo;
Sou guerreiro pra não ser vagabundo;
Coração vazio, chora alma ferida;
Tenho saudades da minha infânçia querida;

Tudo era bom, parecia reluzente;
Eu era apenas uma criança inoscente;
No decorrer da vida temos que sermos eficaz;
Por isso deixarei as Lembranças para traz.


Autor: Rodrigo da S. Júnior 

2 comentários:

  1. A sim! mt obg pelo seu elogio e mt obg por ler meus poemas volte sempre.

    ResponderExcluir